Se você quer, você vende


Vencedora do concurso "Quem vende, faz história"
Cristiane Georges

O concurso "Quem vende, faz história", promovido pela NegociArte, foi um concurso aberto a todos os profissionais que quiseram compartilhar as suas histórias de sucesso e dificuldades em situações desafiadoras, curiosas e divertidas. Um comitê formado por consultores da NegociArte e profissionais da área de Recursos Humanos avaliaram cautelosamente todas as histórias. O primeiro colocado recebeu como prêmio duas passagens aéreas de São Paulo a Cancum, voando pelo AeroMéxico, bem como sua estória publicada no livro "Se você quer, você vende", de Carlos Tadeu Viveiro.

A escolha da história vencedora foi muito difícil para a comissão julgadora. Muitas histórias de excelente nível provocaram debates entusiastas entre a comissão.

A história vencedora e ganhadora de 2 passagens aéreas da AeroMéxico para Cancun é de Cristiane Zommerfelds, Gerente Comercial da Impsat.

Vejam abaixo na íntegra, o texto da vencedora.


Um Caso de sucesso

Cristiane Buainain Georges Zommerfelds

Tudo aconteceu na pacata cidade de Novo Horizonte, situada na região centro-oeste do estado de São Paulo e devo dizer que essa história foi fator decisivo para descobrir minha vocação para a área comercial.

Meu pai era comerciante e, como todo e bom imigrante árabe montou uma loja de tecidos que, de uma modesta portinha acabou virando a maior loja de tecidos da região. Até as Casas Pernambucanas (e isso falo com o maior orgulho) fecharam suas portas devido ao sucesso da Casa Glória.

Bem, eu havia acabado de ingressar na Faculdade de Engenharia e estava na casa de meus pais por uns dias de férias quando meu pai, aproveitando a minha presença, pediu para que eu gerenciasse a loja por alguns dias enquanto ele iria para São Paulo fazer compras.

Nessa ocasião, apareceu uma senhora querendo comprar roupas prontas. Como só trabalhávamos com tecidos, tentei argumentar que ela poderia eventualmente confeccionar não só suas próprias roupas como também de toda sua família, que por sinal era enorme!

Depois de alguns minutos de conversa, percebi o enorme potencial de compras que existia naquela criatura e que estava diante de um bom negócio. Era uma ótima oportunidade para mim e estava nas minhas mãos ter a habilidade de desenvolvê-la.

A mulher revelou que ela sempre quis costurar, entretanto não tinha dinheiro para comprar uma máquina de costura. Revelou também ter habilidade em corte e costura. Prontamente me ocorreu a idéia de vender uma máquina de costura para essa senhora ( e logicamente as mercadorias do meu pai...) e rapidamente argumentei: “a senhora fique à vontade, pode escolher toda a mercadoria que necessitar que a Casa Glória lhe dará uma máquina de costura de presente”.

Percebi em sua reação um misto de espanto e alegria e, mais uma vez a sensação de que eu realmente estava diante de um bom negócio.

Aquela senhora ficou a manhã toda selecionando sua mercadoria. Nesse ínterim, liguei para um amigo pedindo noção de valores de máquinas de costura. Quando ela terminou suas compras, passei os valores colocando uma margem de 30% o que equivalia a 60% do valor da máquina. Ela topou e, naquela mesma tarde mandei entregar a mercadoria juntamente com a máquina.

Quando meu pai retornou da viagem, tive que contar a “loucura” que cometi. Ele me olhou firme e seriamente e perguntou: quem pagaria o restante da máquina e eu respondi prontamente: “a própria cliente”.

Com a ajuda dos céus ( e muita oração minha ...) essa senhora retornou na semana seguinte e comprou mais mercadoria ainda e, com o lucro dessa compra a máquina já se pagou.
Como combinei com o meu pai que caso eu fidelizasse essa cliente eu teria 10% de suas compras, tive por um bom tempo um retorno do meu “negócio”  e, mais do que tudo, adquiri a confiança do meu pai, que considero um dos melhores vendedores do mundo!

Só para terminar: essa senhora se deu tão bem confeccionando roupas que fizemos uma parceria e hoje temos uma seção de confecções exclusivas, feitas por ela, na Casa Glória


Se você quer, você vende!

Se você quer, você vende!

Uma abordagem prática das técnicas de vendas e relacionamento com clientes. Utilizando a metáfora do surf, o texto correlaciona as competências de um surfista com as dos profissionais no mundo corporativo.

Neste livro o leitor terá a oportunidade de identificar os diversos perfis de clientes e a melhor forma de lidar com cada um deles. Veja a estória de Cristiane Georges, em evidência nessa publicação.